Bellintani admite possibilidade de volta aos treinos em 4 ou 11 de maio e jogos em junho

Autor(a): Redação Galáticos Online (Twitter - @galaticosonline) em 28 de Abril de 2020 19:54
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Com o avanço da CBF e do Governo Federal nas negociações para o retorno do futebol no Brasil, alguns clubes já se movimentam para o retorno aos treinos. Um deles é o Bahia.

Em entrevista ao apresentador José Eduardo, na Rádio Metrópole, nesta terça-feira (28), o presidente do Tricolor, Guilherme Bellintani, admitiu a possibilidade do retorno às atividades em 10 de maio. Porém, garantiu que só confirmará a volta após acordo com autoridades e definição de protocolos.

"Ainda não definimos isso. Encerramos a reunião com os presidentes de clubes agora, com a presença, inclusive, do presidente da CBF, Rogério Caboclo. A decisão é que os clubes ficam livres a partir do dia 2 de maio para decidir, respeitando os protocolos locais. Vou me reunir com minha equipe e vamos decidir. Não temos pressa, entendemos que nesse momento a prioridade é a saúde. Mas, se em algum momento a gente sentir segurança para voltar, seja semana que vem, dia 10 ou dia 20, vamos voltar na medida certa. Acreditamos que é possível, sim fazer treinos aeróbicos separados, pois temos cinco campos na Cidade Tricolor. Para isso, testaremos nossos atletas e seus familiares. É possível o retorno aos treinos em 10 de maio, mas não está certo. Vamos conversar com o prefeito ACM Neto, a prefeita de Dias D'Ávila, o prefeito de Camaçari e o governador Rui Costa. Mas, amanhã já temos essa decisão da data do retorno aos treinos. Não demoraremos mais do que 24 horas para anunciar se será no da 4 ou no da 11", disse. 

Já sobre os jogos, o mandatário acredita que será possível em junho, mas com portões fechados e com retorno dos torcedores gradativamente. "Nosso primeiro objetivo é pensar na volta aos treinos. Cumprindo isso, começamos a pensar na volta das competições com portões fechados, de início. Numa fase seguinte, a volta do público, mas reduzido, apenas com sócios. Não temos previsão para venda de ingressos e tão cedo não teremos. Quando tivermos o retorno dos torcedores será com público reduzido e a prioridade são os sócios. Também não vamos tomar nenhuma decisão sem conversar com os prefeitos. A previsão, de fato, é que a gente faça as primeiras partidas do Bahia em junho. Mas, vai depender da curva da pandemia.

Sobre a recomendação da CBF para que as Federações retornem com os estaduais em 17 de maio, ele afirmou que na Bahia não será possível. "Houve essa reunião da CBF com as Federações. Eles trabalharam com prazo de 15 dias após 2 de maio, quando os clubes ficam livres para voltarem aos treinos. Mas, isso não significa que todos os estaduais vão voltar em 17 de maio. Aqui na Bahia não será possível, não temos como. Em alguns estados, como Santa Catarina e Minas Gerais, onde a situação do coronavírus está mais controlada, certamente os estaduais voltarão antes".

Porém, Bellintani defendeu que todas as competições, inclusive o Baiano, sejam concluídas no campo. "Defenderei sempre o final das competições. Acho que temos data para isso. Houve uma perda, mas a depender do momento que as competições voltem, há datas, sim, para concluir o Baiano, Copa do Nordeste, copa do Brasil e disputar o Brasileiro. Mesmo que, para isso, o calendário vá até janeiro".

"Ele (Baiano), de todos, é o que deve começar primeiro, pois não tem necessidade de viagens de avião. O deslocamento é todo terrestre. Então, é o mais f fácil de ser concluído. A primeira partida, que seja daqui a 30 dias, 60 dias, tem que ser do Baiano. O Bahia não precisará viajar de avião, nem seu adversário", continuou.

CONFIRA MAIS DECLARAÇÕES DE BELLINTANI ABAIXO:

O que muda no planejamento do Bahia após a pandemia

Uma mudança brusca de planejamento. É o terceiro e último ano da minha gestão e esperava uma consolidação do trabalho. Mas, em 17 de março fomos obrigados a interromper as atividades e mudar completamente o planejamento. Haverá queda grande de receitas e as despesas não caem da mesma forma. Agora, será um ano de sobrevivência. Estamos nos dedicando de 10 a 14 horas de trabalho por dia, de casa, para passar por isso.

Possibilidade de mudança da fórmula do Brasileirão

Isso não tem a menor hipótese. Os clubes já fecharam questão sobre isso. Foram 20 votos a zero na Série A e 20 votos a zero na Série B a favor dos pontos corridos.

Redução dos salários no Bahia durante a pandemia

Atletas, comissão técnica e diretoria tiveram seus salários reduzidos em 25%. Todos entenderam e aceitaram. Só vamos voltar a pagar integralmente quando os jogos retornarem. Eu, além do corte, não vou receber salário até o fim da pandemia. Não estou recebendo nada e não vou receber até o fim da pandemia.

Contratações

Estamos fechados para novas contrataçõeos. Nossa prioridade é pagar quem está aqui. Seria irresponsável se num momento como esse eu fosse contratar.


Whatsapp
Mande um Comentário
Os comentários não representam a opinião do portal Galáticos Online. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Mais noticias


Ver todos

Publicidade

Fotos

Publicidade

Publicidade