Baiano Alex Alves promete gols e capoeira no Mato Grosso

Autor(a): Esporte News-MT em 22 de Dezembro de 2009 07:45

Revelado pelo Vitória, com passagens por Palmeiras, Cruzeiro, Atlético-MG e Vasco, entre outros clubes, o atacante Alex Alves sempre teve na vaidade sua principal marca registrada. Exemplo de metrossexual, não era difícil vê-lo exibindo roupas de marca e penteados ousados. Isso, sem falar nos carros caríssimos em que andava. Entretanto, tudo faz parte do passado. Quem garante é o próprio Alex Alves em entrevista pelo celular ao esportenews após sua contratação pelo União de Rondonópolis-MT. O filho de Dona Nilda Alves fez sua visão de mundo mudar. Perdi meu pai e quase perco minha mãe. Foi uma situação delicada, ela passou três meses no hospital, teve que ser operada na cabeça por duas vezes. Mas passou, e passei a encarar a vida de uma maneira diferente: vi que vaidade, dinheiro e uma série de coisas não valem a pena se você perde quem você ama - diz.

 

Capoeira:

Se a vaidade ficou para trás, as comemorações de gol de Alex Alves permanecem as mesmas. Bola na rede continua sendo motivo para o atacante festejar jogando capoeira, ''me disseram que ai em Rondonópolis a atmosfera é perfeita para voltar a ter prazer em fazer a capoeira, tive a oportunidade de ver pelo site que o torcedor do União é muito caloroso, cara ''Estevan de Melo''pode falar para o povo do União ai que eu vou transmitir esse carinho em gols''

 

Pendurar as chuteiras, só na Alemanha

 

Aos 34 anos, Alex Alves garante estar longe de pendurar as chuteiras.  ele espera voltar a brilhar no Brasil, mas revela o sonho de fazer seus últimos jogos no futebol alemão.

 

''Estou me sentindo muito bem e quero jogar mais um tempão. Lógico que tenho o plano de voltar para a Europa, principalmente para a Alemanha, onde me adaptei bem, gosto de viver e jogar, mas sei que tenho que jogar mais um tempo no Brasil uma vez que podem ser minhas últimas temporadas aqui. Porque quero encerrar a carreira jogando na Alemanha''  diz o atacante, que defendeu o Hertha Berlim por quatro temporadas. E atualmente estava na Grécia no AO Kavala da 2° divisão Alex Alves ainda disse que vai convencer o amigo Paulo Izidoro seu melhor amigo no futebol a vir para o União EC, Em 1993 os dois levarão o Vitória ao vice Campeonato Brasileiro, em um jogo histórico contra o Palmeiras no Pacaembu. Vamos recordar com Alex Alves aquele timaço do Vitória de 93.                                                                                                           

Palmeiras  2 x 0  Vitória BH     Gols: Evair  aos 4'' e Edmundo aos 23'' 1° tempo

 

Estádio: Cícero Pompeu de Toledo ''Morumbi'' Público: 88.644 Pagantes

 

Árbitro: Marcio Rezende de Freitas

 

Palmeiras: Sérgio; Gil Baiano, Antônio Carlos, Cléber e Roberto Carlos; César Sampaio, Mazinho, Edílson,(Jean Carlo) e Zinho; Edmundo e Evair. Técnico: Wanderley Luxemburgo.

 

Vitória: Dida; Rodrigo, João Marcelo, China e Renato Martins; Gil Sergipano, Roberto Cavalo, Paulo Isidoro e Alex Alves; Claudinho (Fabinho) e Giuliano (Evandro). Técnico: Fito Neves.  

 

O palmeiras da época é até hoje considerado um dos melhores de todos os tempos, e o Vitória tinha lançados vários atletas da base inclusive ''Alex Alves''.


Whatsapp
Mande um Comentário
Os comentários não representam a opinião do portal Galáticos Online. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Mais noticias


Ver todos

Publicidade

Fotos

Publicidade

Publicidade