Wallace fala sobre momento do Vitória e afirma que "o problema tinha que ter analisado lá atrás"

Autor(a): Redação Galáticos Online em 19 de Janeiro de 2021 13:00
Foto: Pietro Carpi/ECV

Após o último jogo do Vitória, no empate em 0 a 0 com a Chapecoense, no Barradão, uma cena chamou a atenção. Com o apito final da partida, o zagueiro Wallace, capitão do time, caiu no gramado. E quem estava no estádio se perguntou se a atitude não seria o abatimento pelo momento ruim do clube, que não vence há seis jogos e entrou na zona de rebaixamento na Série B a três rodadas para o fim da competição. Mas não foi bem isso.

Em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira, Wallace comentou sobre a cena que chamou atenção após o apito final do árbitro. Na ocasião, o defensor desabou em campo, após o empate de 0 a 0 contra a Chape. Apesar de ter parecido ser um abatimento com o atual momento da equipe, Wallace garantiu que deitou por conta do cansaço que o jogo exigiu.

"De forma nenhuma [bateu abatimento]. O momento é delicado, mas tenho total confiança e fé que a gente vai sair dessa. Deitei porque foi um jogo corrido, demos contra-ataques no final do jogo que acaba se desgastando. Isso é reflexo dessa temporada. Nesses últimos jogos temos corrido para trás em alguns momentos porque temos pressionado as equipes. Geralmente zagueiro que corre em direção ao seu gol tem coisa errada. E em alguns momentos passamos por essa situação", disse.

A pressão diante da fase ruim do Vitória é encarada de forma natural por Wallace. Questionado sobre o que tem passado aos mais jovens no clube, o zagueiro garante que todos estão cientes do momento delicado.

"Temos conversado bastante, mas acredito que não tenha passado nada de essencial, nada que os atletas já não saibam. O atleta está condicionado para passar por pressão, ganha muito bem para suportar pressão. Claro que o atleta mais jovem não tem essa divulgação toda, mas acho que os meninos da base do Vitória estão tranquilos e cientes da responsabilidade que têm. Cobramos porque queremos melhorar. Erramos em demasia em muitos jogos, e isso acaba acarretando em resultado negativo. O jogador que é profissional tem que saber lidar com isso, como também gosto de ser cobrado e sou cobrado. Às vezes você ser cobrado diariamente por torcedor, atletas, isso é natural. Tem uma série de fatores [que explicam o momento ruim], a questão psicológica, comportamental e tem que fazer uma sindicância para saber o que acontece, os erros de alguns jogos". 

Na visão do zagueiro, o momento complicado pelo clube é um reflexo de longas datas.

"Minha passagem tem sido ok, de acordo com o que a equipe tem jogado porque o futebol é coletivo. Jamais vou fazer análise individual. Esse problema tinha que ter analisado lá atrás. Tudo que a gente está sofrendo hoje não é simplesmente por causa desses jogos, de todo um processo que ficou para trás. Nós também temos responsabilidade porque não nos comportamos do modo que deveríamos. Mas faz parte do futebol. Tentar e fazer o possível para sair disso o quanto antes. Mas ao final da temporada sentar e analisar o que errou, o que acertou, tirar os prós e contras e fazer com que a temporada 2021 seja equilibrada, com um time que mereça mais vitórias. Esse ano [2020] a gente acabou empatando muito ao longo da temporada. Então a gente sabe que está faltando alguma coisa. Vamos resolver internamente e serão solucionadas. Eu estando aqui farei o possível para isso. E com o tempo as coisas vão se ajustar. Agora, o momento tem que pensar em tirar o Vitória dessa situação".


Whatsapp
Mande um Comentário
Os comentários não representam a opinião do portal Galáticos Online. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Mais noticias


Ver todos

Publicidade

Fotos

Publicidade

Publicidade