Elkeson, meia-atacante do Vitória

por em 02 de Dezembro de 2010 00:00

Entrevista concedida ao repórter da Equipe dos Galáticos, Thiego Souza.

- Da base ao profissional, são quantos anos de Vitória?
 
São nove anos. Nove anos de muita alegria para o torcedor do Vitória, nove anos onde eu aprendi muito, onde vivi toda a minha adolescência e aprendi muitas coisas da vida devido ao clube. É um clube que vou carregar pelo resto de minha vida.
 
- Quando ainda era da base você teve metade do seu passe vendido ao Benfica. O que passa na cabeça de um jovem crescer em um clube sabendo que 50% de seu passe está vinculado a um clube europeu?
 
É bom e ruim, eu vejo por esse lado. Bom porque fiquei mais a vontade para jogar devido a essa situação de um clube ter me valorizado muito cedo. Acabei amadurecendo muito cedo e foi legal ter acontecido isso. Pelo outro lado eu machuquei logo em seguida, fiquei um bom tempo parado, voltei a jogar bola que é o que mais gosto de fazer. 

- Chegou a ser convocado para seleção brasileira de base?
 
Não porque na época que estava atravessando minha melhor fase, que foi quando o Benfica comprou metade do meu passe eu machuquei e fiquei um bom tempo parado e quando voltei foi no juniores. Depois o professor Mancini me colocou no profissional e não tive oportunidade de jogar na seleção de base, mas futuramente quem sabe eu possa aparecer na seleção.
 
- Você sempre teve o apoio de seus pais para seguir na carreira?
 
Sempre! Minha mãe sempre me levava aos treinamentos quando eu era mais jovem, me incentivava. Meu pai no inicio queria que eu estudasse, mas depois ele viu que era isso que eu queria fazer e passou a me apoiar mais que minha mãe. Foi muito legal ver eles me incentivando a jogar futebol.
 
- O que faltou ao Vitória em 2010?
 
Acredito que faltou o título da Copa do Brasil. Era um título onde todo mundo estava confiante, na expectativa de colocar uma estrela na camisa do Vitória. A festa que a torcida fez na nossa saída foi muito especial, mas infelizmente a gente não conseguiu, perdemos o jogo lá na Vila Belmiro. Quero terminar o ano bem, com o Vitória na primeira divisão e precisamos vencer para dar essa alegria ao nosso torcedor que vai estar em peso no Barradão.
 
- Você está temeroso por um possível rebaixamento?
 
Não! A gente precisava muito do empate(contra o Internacional 1 x 1) e o resultado lá foi legal. Mas essa semana está mais tranqüila, vamos jogar em nosso estádio, sempre jogamos bem apesar de alguns tropeços mas a equipe quando é jogo decisivo cresce e o Barradão treme, sendo uma motivação a mais para os torcedores. Espero que seja uma festa bonita e que a gente consiga nosso objetivo.
 
- Você acabou virando alvo de criticas da torcida. Quando chega em casa depois de um jogo você cobra de si mesmo uma melhor performance ou acredita que as criticas tem fundamento?
 
Eu sempre soube me dar um pouco com as criticas, é normal! Quando não estamos no dia que nada dá certo fico triste e quando chego em casa sou cobrado por meus pais. Eu sei que posso dar mais de mim, mas to tentando e quando não dá na técnica tem que dar na vontade. 
 
- O Santos demonstrou interesse em seu passe. Em 2011 Elkeson é jogador do leão ou do peixe?
 
 Ainda não sei! Fiquei de conversar com meus empresários quando acabar o campeonato até porque evitei entrar nesse assunto para não atrapalhar meu futuro neste último jogo. Quando acabar ai vamos sentar com a diretoria para saber qual será meu futuro. Se eu ficar quero ser campeão de tudo. 
 
- Deixa uma mensagem para o torcedor do Vitória
 
Pode ter certeza que nós jogadores vamos dar o máximo para dar sempre a alegria para vocês e queremos fechar o ano bem. Sei que o Barradão está lotado e vamos nos doar ao máximo para que a festa continue depois do jogo.
 

Whatsapp
Mande um Comentário
Os comentários não representam a opinião do portal Galáticos Online. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Ver todos

Publicidade

Fotos

Publicidade

Publicidade