Rodrigo Santana comenta sobre treinamentos dos atletas do Leão: "Minimizar a perda da parte física"

Autor(a): Redação Galáticos Online (Twitter - @galaticosonline) em 20 de Março de 2020 10:15
Foto: Leticia Martins / ECVitória

O Vitória, assim como quase todos os clubes brasileiros, liberou os jogadores para suas casas, até que a pandemia do coronavírus seja controlada. Na última quinta-feira (19), o preparador físico do Vitória, Rodrigo Santana, que faz parte da comissão juntamente com Ednilson Sena e outros profissionais, concedeu entrevista ao repórter Anderson Matos, na rádio Itapoan FM e comentou sobre esse período que o Brasil e o mundo vivem.

Rodrigo explicou como foi o planejamento do Vitória nessa suspensão de atividades no Barradão e revelou quais foram as recomendações para os atletas.

"Estamos vivendo um momento inédito. Em quase 18 anos de Vitória, nunca vivi coisa parecida e não está sendo fácil. Liberamos o grupo todo. Principal, sub-23 acabou se desfazendo, os atletas da base também foram para suas casas. Nós fizemos vídeos de treinamentos diários e mandamos para os atletas. Criamos uma planilha de treinamento neuromuscular e colocamos uma cartilha de orientação. Pedimos para eles evitarem dividir espaço de treinamento com outras pessoas, não ter contato de aparelho de musculação coletivo e preferencialmente treinar em casa, ou em algum espaço aberto, porém sozinhos", disse o preparador físico do Vitória.

Rodrigo Santana revelou que a expectativa do clube é de retornar as atividades entre 30 e 45 dias, diante do cenário atual.

"Nas primeiras reuniões técnicas da comissão junto com a diretoria, tínhamos uma previsão inicial de 15 dias, como todos esperavam. Mas pelas notícias que chegam, possivelmente isso vai se alongar por mais 30 a 45 dias. Por isso essa atitude de algumas equipes do interior de não conseguir levar o Campeonato Baiano mais à frente e dispensar os profissionais", destacou.

O preparador físico do Leão também afirmou que os jogadores, mesmo treinando em casa, vão perder um pouco da parte física.

"Acho que vai ser bem parecido [com retorno de férias]. Acho que os atletas mesmo treinando em casa, não têm a mesma intensidade de treinos, não tem o mesmo volume de gasto energético que eles tinham treinando no clube. Eles vão minimizar a perda, com esses treinos que mandamos para eles e vamos mandar diariamente. A questão agora é minimizar a perda da parte física", afirmou.


Whatsapp
Mande um Comentário
Os comentários não representam a opinião do portal Galáticos Online. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Mais noticias


Ver todos

Publicidade

Fotos

Publicidade

Publicidade