Após desembarque, Preto se diz esperançoso pelo que viu no 2º tempo contra o Dragão

por Rafael Machaddo - (Twitter: @RafaelMachaddo6) em 12 de Setembro de 2017 13:54 com 2 Comentários em Bahia

Após o empate com a equipe do Atlético-GO, pelo placar de 1 a 1, em Goiânia, a delegação do Bahia desembarcou em Salvador no início da tarde desta terça-feira (12). Quem concedeu entrevista na chegada ao aeroporto foi o técnico Preto Casagrande.

Questionado sobre a sequência cruel que tem pela frente, onde enfrenta Cruzeiro (F), Grêmio (C), Coritiba (C), Palmeiras (F) e Corinthians (C), o comandante afirmou que a atuação da sua equipe no segundo tempo contra o time goiano, o deixou esperançoso para a sequência da Série A.

“Cruel é você jogar no Campeonato Brasileiro da Série A. A gente jogou contra o último colocado, que estava com um retrospecto excelente nas últimas quatro partidas, então nós sabemos da dificuldade. Campeonato Brasileiro é isso, não tem jogo fácil e a gente vai para Belo Horizonte também sabendo dessas dificuldades, mas esperançosos principalmente pelo segundo tempo que a gente fez”, argumentou o técnico.

Sobre o fato de ter ganhado uma posição com o empate, Preto afirmou que não era o que ele queria, e fez questão de ressaltar que não tem armado o seu time apenas para se defender.

“Não era o que gostaríamos, né? Gostaria de estar no 12º, se tivéssemos ganhado o jogo. Mas é como eu falei, as dificuldades são enormes, a gente tem essa consciência e vai para Belo Horizonte com esse pensamento de somar pontos e não jogar só na defesa, porque o time que joga com 4 atacantes, como a gente jogou ontem, não é um time que só busca se defender”, argumentou Preto.

Após a chegada a Salvador, o elenco tricolor foi liberado e retorna aos trabalhos na tarde desta quarta-feira (13), no Fazendão.

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia