Recém eleito, presidente do Jequié fala sobre desafios à frente da equipe

por Rafael Machaddo - (@RafaelMachaddo6) em 01 de Setembro de 2017 00:00 com 0 Comentário

Na última sexta-feira (25) os conselheiros da Associação Desportiva Jequié elegeram o novo presidente do clube para os próximos quatro anos. Por aclamação, o Deputado Estadual Leur Lomanto Junior, foi eleito juntamente com o seu vice, Camilo Souza. 

A equipe do Galáticos Online bateu o papo com o novo mandatário do clube que ascendeu à primeira divisão do Campeonato Baiano neste ano de 2017. Confira.

Galáticos - O senhor foi eleito por aclamação. Como o senhor vê essa situação de ter sido o único candidato?

Leur Lomanto - Esse foi um processo que aconteceu de forma natural. Houve um reconhecimento da torcida, da diretoria, dos conselheiros, em relação ao meu apoio e envolvimento com trajetória do ADJ, especialmente agora, quando acompanhei ainda mais de perto a campanha que elevou o time à Série A do Campeonato Baiano. Houve uma preocupação, em torno de se preservar a unidade em prol do desenvolvimento do ADJ e todos enxergaram o meu nome, como aquele que poderia manter esse clima de união e crescimento do clube.

Galáticos - O senhor tem alguma experiência na área de gestão esportiva?

Leur Lomanto - Admito que esse é um desafio novo em minha vida, mas tenho buscado estudar e me aprimorar sobre todas as questões que envolvem o ADJ e a administração de um clube. Tive a oportunidade de conhecer muito de perto a realidade do ADJ, as dificuldades pelas quais passam todos os times de futebol do interior da Bahia, mas com muito trabalho e a colaboração de toda a equipe e da torcida tenho fé que conseguirei dar grandes passos na gestão do clube.

Galáticos - E com relação a estrutura de campo, hotelaria e centro de treinamento do clube. Existe algo nesse sentido?

Leur Lomanto - O nosso objetivo é batalhar para melhorar a estrutura do ADJ e dentro dos planos destacamos a construção de um centro de treinamento para o clube. Já conversamos com o prefeito de Jequié, Sérgio da Gameleira, para que seja doado um terreno ao clube e faremos uma grande campanha com objetivo de captar recursos para a construção. Em relação ao estádio Waldomiro Borges, o prefeito e a Sudesb já sinalizaram que uma reforma será feita, com a implantação de uma nova iluminação, novo gramado e novos vestiários. Esperamos que essas obras se iniciem o mais rápido possível, já que é necessário termos um estádio com melhores condições de abrigar os jogos. Estive recentemente no Ministério dos Esportes, onde também solicitei que fosse viabilizada uma maior reforma e ampliação do Estádio. Nesse pleito, a Prefeitura Municipal de Jequié entra com o envio do projeto executivo para o Ministério, questão que está sendo agilizada.

Galáticos - E quanto à parte financeira? Como serão geradas as receitas para que o time faça uma boa campanha na primeira divisão?

Leur Lomanto - Com o objetivo de melhorarmos as condições do clube e viabilizarmos um bom time para a disputa do Campeonato Baiano vamos buscar apoios e patrocínios para o clube. Já estamos em contato com empresários e comerciantes locais a fim de investirem no ADJ. Estudamos também a criação de um plano de Sócio Torcedor, que pode ajudar na renda e contribuir nos resultados. O apoio da torcida do ADJ foi fundamental no acesso do time à Série A e será ainda mais a partir de agora com a sua presença nos estádios. Queremos contar cada vez mais com o engajamento de nossa torcida e com a fonte de renda gerada a partir dessa paixão e identificação fazermos uma campanha de arrecadação, que ajudará a montarmos um time competitivo para o campeonato.

Galáticos - Assim como o senhor, o deputado Roberto Carlos também é presidente de um clube e conseguiu o acesso neste ano. O senhor pretende trocar ideias com ele?

Leur Lomanto - O deputado Roberto Carlos, além de colega é um amigo que tenho conversado e que devo reconhecer o sucesso que vem alcançando com o Juazeirense, agora com a recente conquista para a Série C do Campeonato Brasileiro. Pretendo, é claro trocar ideias com ele, haja vista a sua experiência na administração do Juazeirense. Nos identificamos com o trabalho em prol do fortalecimento e desenvolvimento dos clubes de futebol do interior. Amigos a parte, obviamente espero que na disputa em campo o ADJ vença o Juazeirense.

Galáticos - Sobre a dupla BaVi, o senhor pretende buscar algum tipo de apoio ou parceria em algum sentido?

Leur Lomanto - Por serem os maiores clubes do estado, o Bahia e o Vitória devem contribuir com o crescimento do futebol do interior. Vou buscar o apoio de todos, dentro daquilo que for possível e ver qual a melhor forma de esses clubes contribuírem quer seja nas divisões de base ou no futebol profissional.

Galáticos - Por fim, o que o torcedor pode esperar do Jequié na Série A do Baiano?

Leur Lomanto - Os torcedores do ADJ podem esperar muito empenho, muita dedicação e trabalho. Vamos batalhar para montarmos um time competitivo, que possibilite resultados positivos no Baianão. O nosso objetivo é fazer história e conquistarmos uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro.

Foto: Luciana Flores