Torcida do Vitória já deu adeus ao treinador; Direção finge que nada aconteceu

por Tarso Duarte (@tarsoduarte) em 14 de Julho de 2017 15:45 com 1 Comentário

O Vitória foi goleado por um candidato ao rebaixamento em pleno Barradão. Pior: o Vasco veio a Salvador cheio de desfalques, com o principal jogador sendo vendido no dia anterior, e ainda assim massacrou um rubro-negro que ainda parece ser treinado por Argel, tamanha a incapacidade tática demonstrada, rodada após rodada.

Percebendo a inaptidão do atual treinador, que não convence imprensa e nem torcida desde que foi anunciado, os heróis rubro-negros, adeptos que enfrentaram chuva e frio, entoaram em alto e bom som ‘Adeus Galo!’, mas a inoperante direção instalada na Toca do Leão parece fingir que não ouviu.

Será que os dirigentes presentes, se é que tinha algum no Barradão, não ouviram o que deseja a torcida que comparece ao estádio?

Será que a direção que foi eleita dizendo ser ‘do torcedor’, não se importa com o que pensa quem está na arquibancada? Quem vai ao estádio na chuva às 22h?

Fosse um clube dirigido por homens convictos, que sabem reconhecer erros e administrar acertos, Gallo nem no Barradão pisava mais. Infelizmente não é o caso e o Vitória irá precisar se igualar ao nível de Avaí e Atlético-GO, para então, quem sabe, demitir um profissional que já foi mandado embora pelos seus 'patrões' de verdade: a torcida rubro-negra.

O Vitória está rapidamente voltando a um tempo em que as opiniões da torcida de nada valiam. Logo, o Barradão voltará a ter jogos da primeira divisão com duas mil pessoas nas arquibancadas, vendo os sócios ficando em casa mesmo tendo direito ao acesso no seu próprio estádio.